Encontro debate a resistência do magistério público a padronização curricular

Escrito por Caroline Santos Ligado .

Nesta sexta, dia 01, a partir das 8h no auditório Antônio Vieira (anexo a Escola Municipal Pres. Vargas) o SINTESE realiza encontro sobre currículo. O evento que é resultado das oficinas pedagógicas realizadas nas pré-conferências e na conferência no ano de 2018 tem como base a construção coletiva para a resistência dos professores e professoras a Base Nacional Comum Curricular e a consequente padronização do currículo.

“Além de apresentar os resultados dos trabalhos realizados em 2018, o encontro servirá para refletir sobre o processo antidemocrático e impositivo da BNCC e construir ações de luta contra esse instrumento que visa o engessamento e a perda da autonomia docente”, aponta a presidenta do SINTESE, Ivonete Cruz.

Caderno de resistência

O encontro também será a oportunidade para o lançamento do Caderno 2 intitulado “BNCC: Currículo sob a perspectiva da classe trabalhadora, necessidade de resistência”. O conteúdo do caderno foi elaborado a partir das contribuições as oficinas.

“As experiências trocadas, os debates e reflexões feitos durante as oficinas sobre o currículo que já foram desenvolvidas em sala de aula foram condensados neste caderno, mostrando que o processo educativo se constrói coletivamente e baseado nas realidades das comunidades escolares”, aponta a Edinalva Mendes, diretora do Departamento de Assuntos Educacionais do SINTESE.

 WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.35 1 WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.33

WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.33 1 WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.33 2

WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.34WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.34 1

WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.32

WhatsApp Image 2019 01 29 at 17.29.35