Magistério define agenda de luta pelo reajuste do piso e contra a reforma da previdência

Escrito por Super User Ligado .

Na assembleia ocorrida na última terça, 26, os professores e professoras da agendadelutas 27 2rede estadual e redes municipais definiram agenda de luta não só pelo reajuste do piso, mas também contra a reforma da previdência.

01 de março

A partir das 8h a CUT/SE coloca na rua o Bloco Siri na Lata denunciando as mazelas que a reforma da previdência de Bolsonaro trará para toda a classe trabalhadora.

08 de março

No Dia Internacional da M ulher o ato público contra a violência, o racismo e em defesa da aposentadoria será a partir das 8h em frente a Almaviva no bairro Industrial.

13 de março

Acontece ato público em frente ao Palácio de Despachos. O magistério se junta aos demais trabalhadores do serviço público estadual na busca por valorização. O ato acontece partir das 8h.

14 de março

No dia 14, completa um ano que a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson foram assassinados e até agora não há avanços na investigação. Os professores e professoras participam de ato público que está sendo construído pelos movimentos social e sindical.

21 de março

Assembleia, às 9h no Instituto Histórico e Geográfico. Além de discutir encaminhamentos de luta, também haverá estudo sobre como a reforma da previdência atinge o magistério.

Eleições do SINTESE

A assembleia, que também teve caráter estatutário, aprovou o regimento eleitoral estadual para as eleições da Direção Executiva, Conselho Fiscal e Coordenações das sub sedes que acontece no período de 06 a 10 de maio.