Inscrições para II Encontro de educadores(as) negros(as) e indígenas continuam abertas

Escrito por Super User Ligado .

O SINTESE realizará, no dia 10 de abril, o II Encontro de Educadores(as) Negros(as) e Indígenas, com o tema “Por uma Educação para as Relações Étnico-Raciais”.

O objetivo do Encontro de Educadores(as) Negros(as) e Indígenas é fazer aiienednegros novo categoria refletir sobre as questões étnico-raciais que circundam o chão da escola, diante do atual cenário político, marcado pelo avanço de posturas conservadoras e medidas que afetam diretamente minorias sociais como negros(as), quilombolas, indígenas etc., e assim, contribuir na defesa dos direitos desses povos e na superação do racismo.

Para debater o tema proposto o evento contará com a participação da Profa Dra Nilma Lino(UFMG)* e do Prof Dr Gersem Baniwa(UFAM)*.

O evento acontecerá no auditório da Escola Municipal Pres Vargas, 8h-13h, e tem como público alvo professores(as) filiados(as) ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe – SINTESE.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas on line, até o dia 08 de abril, no endereço eletrônico: http://curso.sintese.org.br/curso/encontroprofnegros/login.php

*Profa Dra Nilma Lino - Pedagoga/UFMG, mestra em Educação/UFMG, doutora em Antropologia Social/USP e pós-doutora em Sociologia/Universidade de Coimbra e em Educação pela UFSCAR. Professora Titular da Faculdade de Educação da UFMG. Integra o corpo docente da pós-graduação em Educação Conhecimento e Inclusão Social - FAE/UFMG. Foi Coordenadora Geral do Programa de Ensino, Pesquisa e Extensão de Ações Afirmativas na UFMG (2002 a 2013) e, atualmente, integra a equipe de pesquisadores desse Programa. Integrou a Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (gestão 2010 a 2014). Foi reitora Pró-Tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB (2013-2014). Foi Ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial -SEPPIR - (2015) e do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos (2015-2016), do governo da presidenta Dilma Rousseff. É membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), Associação Brasileira de Antropologia (ABA), Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN).

*Prof Dr Gersem Baniwa – Filosofia/UFAM, mestre e doutor em Antropologia Social/UNB. Índio Baniwa e, atualmente, Professor Adjunto da Faculdade de Educação e Diretor de Políticas Afirmativas da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e Conselheiro do Conselho Nacional de Educação (CNE). Recebeu Prêmio Capes de Tese 2012. Como liderança indígena militante, foi dirigente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileia (COIAB) e Diretor-Presidente do Centro Indígena de Estudos e Pesquisas (CINEP). No campo profissional, foi professor indígena na aldeia Carará-Poço - AM (1986-1988); foi Secretário de Educação do município de São Gabriel da Cachoeira – AM (1997-1999); Gerente do Projeto Demonstrativo dos Povos Indígenas no Ministério do Meio Ambiente (2000-2004), Perito Local da Embaixada da Alemanha (2005-2006), Conselheiro do Conselho Nacional de Educação/CNE (2006-2008) e Coordenador Geral de Educação Escolar Indígena do Ministério da Educação (2008-2012).