Estudante de escola pública em Boquim conquista terceiro lugar em concurso internacional de poesia

Escrito por Caroline Santos Ligado .

Arma das minorias

Terra de poucos

Terra do capital

Terra onde o proletário grita por socorro

Neste infeliz sistema brutal

Terra onde minhas irmãs de raça

São covardemente torturadas

E quando finalmente ganham voz

A vida lhes é tirada

Se pensam que podem nos parar

Se penam que vão nos deter

Sinto muito, estão enganados

A resistência vai ferver

Enquanto houver fôlego

Por igualdade vamos lutar

Não confundam com terrorismo

Nossa arma tem apenas amor pra dar

Com esta poesia a estudante Priscila Oliveira Nascimento de 16 anos conquistou o terceiro lugar do Concurso Internacional Juvenil de Poesia do Clube de Justiça Social, do Kansas nos Estados Unidos. Com a temática do concurso era Poesia da Resistência e o texto de Priscila concorreu com outras 250 poesias de estudantes do México, USA, Índia, Paquistão, Espanha, França, Inglaterra, Moçambique, Quênia, Filipinas e China.

Estudante do Colégio Estadual Cleonice Soares Fonseca, em Boquim, desde o 9º ano, Priscila soube do concurso através de uma tia e como sempre se preocupou com questões sociais resolver participar.

“Sempre gostei de escrever, mas sempre tive vergonha de mostrar. Minha tia sabia que eu gostava de escrever e me influenciou a participar. Quando recebi o resultado não acreditei, porque não tinha nenhuma pretensão de ganhar. Mas estou extremamente feliz porque é um reconhecimento”, festeja. 

Os pais de Priscila, Érica e Eduardo Luiz estão felizes e orgulhosos do feito da filha.

“Todos nós estamos felizes com essa conquista, não só por ser minha filha, mas por ser sergipana, brasileira, estudante de escola pública. Ela só perdeu para dois americanos”, conta Luiz Eduardo, pai de Priscila.

Com informações da Agência Sergipe de Notícias.