Imprimir

Só após ocupação do Sergipeprevidência governo informa pagamento da segunda parcela das aposentadorias

Escrito por Caroline Santos Ligado . Publicado em Rede Estadual


Professoras e professores aposentados exigiram uma posição do governo sobre pagamento da segunda parcela do salário de dezembro

Na véspera do Dia Nacional dos Aposentados, professoras e professores aposentados da rede estadual fizeram ato público em frente ao Sergipeprevidência. Um protesto contra os constantes atrasos e parcelamento dos proventos e também exigir do Governo do Estado uma resposta sobre quando seria paga a segunda parcela de dezembro e também sobre o pagamento do mês de janeiro.

 “É muito difícil. O mês de janeiro está quase acabando e ainda não recebemos sequer o salário de dezembro. Sempre estamos pagando nossas contas com juros e isso faz com que a gente gaste mais do que prevemos”, disse a professora aposentada Ana Geni Andrade, do Departamento de Aposentados do SINTESE.

O protesto seguiu com a realização da via crúcis dos aposentados e aposentadas e da ocupação do prédio do Sergipeprevidência. Somente após a ocupação, o governo lançou nota informando que a segunda parcela seria paga no dia 31 de janeiro.

“Não há planejamento que resista aos atrasos e parcelamentos. A nota do governo só saiu após ocuparmos o Sergipeprevidência. Não aguentamos mais tanto massacre”, disse Maria Luci Lima Santos, aposentada e também diretora do Departamento de Aposentados do SINTESE.

O ato também contou com a participação de professoras e professores da ativa. Eles compreendem que a luta pelo direito dos aposentados de receberem em dia e pela capitalização do Sergipeprevidência é de todos e todas.

“Vim participar do ato por entender que essa luta é de todos nós. Estou aqui para defender o meu direito, hoje estou na ativa, mas amanhã estarei aposentada. É importante que todos nós lutemos para a capitalização do Sergipeprevidência é o futuro de todas e todos que está em jogo”, disse Alaíde Machado, professora do Ensino Fundamental.  

O ato também foi a oportunidade para coletar assinaturas da campanha lançada pelo SINTESE para a capitalização do Sergipeprevidência

“O SINTESE se debruçou sobre a questão previdenciária estadual, contratou assessoria, realizou estudos e apresentou ao Estado propostas para capitalizar o fundo. É fundamental que se estabeleça uma política de capitalização para assegurar os direitos dos aposentados”, aponta o vice-presidente do SINTESE, Roberto Silva dos Santos.