Milhares de professores marcham pela revisão do piso

Escrito por sintese Ligado . Publicado em Rede Estadual

A constante chuva que caiu em Aracaju não foi empecilho para que milhares

marcha28_CAPA
marcha28_CAPA2
marcha28_CAPA4

de professoras e professores da capital e do interior participassem da Marcha pela Revisão do Piso promovida pelo SINTESE na tarde da última quarta-feira (28).

“Os professores e professores estão nas ruas reivindicando revisão de piso, melhores condições de trabalho e a construção de uma escola pública de verdadeira qualidade social”, disse Ângela Melo, presidenta do SINTESE no carro de som que abriu a marcha.

Não só educadores dos municípios que não negociaram o novo valor do piso vieram para marcha. “A chuva não nos impediu de vir de Gararu para participar da marcha, em solidariedade aos colegas dos municípios onde a revisão do piso ainda não foi negociada”, disse Maria Rosileide Freitas, professora de Gararu.

A marcha foi dividida em várias alas que abordaram temas como: qualidade social na educação; gestão democrática; violência nas escolas; carregadores e carregadoras de sonhos; estrutura física das escolas; respeito e dignidade aos profissionais; PNE é pra valer; transparência na aplicação dos recursos.

Os professores aposentados na luta pela paridade e integralidade também tiveram uma ala especial, igualmente aos funcionários de escolas que colocaram para a população os problemas que sofrem com baixíssimos salários e em muitos casos péssimas condições de trabalho. Para fechar a marcha as “almas sebosas”. “As almas sebosas representam aqueles gestores que não valorizam o magistério e não tratam com seriedade os recursos da Educação”, disse Lúcia Barroso, vice-presidenta do SINTESE.

Audiência

A audiência que estava marcada para hoje foi transferida para segunda-feira, 02, às 16h. O motivo informado é que Marcelo Déda participará de reunião da executiva nacional do Partido dos Trabalhadores.

Veja as fotos

{vsig}marcha_28_4_11{/vsig}