Centro de Excelência sem condições de ter ensino integral em São Domingos

76

Estudantes e profissionais da educação do Centro de Excelência Emiliano Ribeiro procuraram o SINTESE para denunciar falta de condições de se manter ensino de tempo integral nesta unidade por conta do calor.

Esta escola fica na cidade de São Domingos, agreste sergipano, a cerca de 70km da capital Aracaju. Nesta época do ano, a temperatura na cidade fica em torno de 35°C durante o dia. Os aparelhos de ar-condicionado do Centro de Excelência Emiliano Ribeiro, de acordo com informações da comunidade escolar, estão há meses sem funcionar e somente esta semana que apareceram ventiladores.

“O que não ajuda muito, pois a maioria das janelas da escola são lacradas por conta do ar-condicionado. Como não se consegue abrir as janelas, não há circulação de vento nos ambientes e o calor permanece abafado”, disse Rita de Cássia Santos, diretora da Subsede Regional Agreste do SINTESE.

“Segundo a direção do Centro, o problema da rede elétrica da escola já foi resolvido, mas falta a equipe de engenharia da Seduc [Secretaria de Estado da Educação e da Cultura] religar a energia para que os aparelhos voltem a funcionar”, informou Rita. “Isso precisa ser resolvido com urgência. Estudantes, trabalhadoras e trabalhadores não podem ficar em condições insalubre”, reforçou a diretora.