Graccho Cardoso: SINTESE consegue que seja reaberta negociação com prefeitura

70

A mobilização e a luta de professoras e professores de Graccho Cardoso fez com que a administração do prefeito, Arakém Aragão, reabrisse o canal de diálogo e negociação com o SINTESE, a fim de buscar formas e mecanismos para assegurar a atualização do piso salarial de 2023.

Nesta terça-feira, dia 26, foi realizada audiência entre os representantes do magistério e a gestão municipal. Neste primeiro momento a gestão mostrou a atual situação financeira do município e assegurou que fará novos estudos de impacto financeiro para que seja apresentada uma proposta de atualização do piso 2023 para a categoria.

A gestão municipal entregou aos representantes do SINTESE, na região, as folhas de pagamento da educação para que o Sindicato também possa fazer suas análises e estudos.

Uma nova audiência está marcada para o dia 10 de outubro. Na ocasião será apresentada uma proposta pela prefeitura sobre a atualização do piso salarial e também será dada continuidade ao debate sobre as questões pedagógicas mais problemáticas da rede municipal de ensino.

“O que buscamos é que o direito dos professores e as Leis que protegem a educação e nossos estudantes sejam sempre respeitadas. Esperamos que de fato no dia 10 de outubro a gestão municipal de Graccho nos apresente uma proposta para que seja honrada a atualização do piso salarial, conforme preconiza a Lei. E mais uma vez reafirmamos, o SINTESE está aberto ao diálogo e a negociação”, enfatiza o coordenador geral do SINTESE na região do Alto Sertão, Cloverton Santos.

É sempre importante destacar que o piso salarial é garantido as professoras e professores da rede pública de todo o Brasil desde 2008, por meio da Lei Nacional 11.738. A Lei é taxativa ao afirmar que o piso deve ser atualizado anualmente, sempre em janeiro, no vencimento inicial e respeitando as carreiras do magistério, respeitando decisões do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça.