Luta faz com que prefeitura de Graccho Cardoso negocie pagamento de atualização de piso com professoras e professores

115

De 2022 para a cá, professoras e professores de Graccho Cardoso têm feito luta, buscado diálogo e negociação junto a gestão municipal, que tem à frente o prefeito Arakém Aragão, para conseguir que a Lei que assegura a atualização do piso salarial da categoria seja cumprida.

Na sexta-feira, dia 17, dirigentes regionais do SINTESE, comissão local de negociação sindical e administração de Graccho Cardoso se reuniram em audiência para tratar da questão. A prefeitura apresentou a seguinte proposta: pagamento dos 20% restantes do piso de 2022 e 5% referente a parte do valor do percentual de atualização do piso de 2023.

A gestão municipal se comprometeu a manter o canal de diálogo e negociação aberto ao longo de 2024 para que o restante do percentual do piso de 2023, bem como o percentual que será estabelecido pelo MEC em 2004, possam ser assegurados as professoras e aos professores.

Vela lembrar que em 2022 o percentual de atualização do piso do magistério foi de 33,23%. Já para 2023 a percentual assegurado pela Lei Nacional 11.739/2008, foi de 14,95%.

Reunidos em assembleia, também ocorrida na última sexta-feira, dia 17, professoras e professores aceitaram a proposta feita pela prefeitura de Graccho Cardoso.

Demais reivindicações

Além de atualização do piso salarial, outras reivindicações foram levadas pelos representantes do magistério a gestão municipal de Graccho Cardoso durante a audiência do último dia 17.

Professoras e professores cobraram a resolução de problemas de ordem pedagógica nas escolas e também que a prefeitura realize busca ativa e chamada pública para ampliar o número de matrículas na rede municipal de ensino.

É importante lembrar que as verbas destinadas à educação estão diretamente ligadas ao número de estudantes matriculados na rede, ou seja, quanto mais estudantes, mais dinheiro para investimentos e valorização na educação.

“A nossa luta, a nossa persistência em manter canal de diálogo e negociação nos trouxe aqui. Agora precisamos seguir unidos para que a proposta da gestão municipal de Graccho se concretize e que o diálogo siga aberto em 2024, conforme o que ficou acordado. Esperamos também que os demais problemas relacionados a educação de Graccho Cardoso sejam solucionado. Educação não é gasto, é investimento no povo e no futuro do município. Gestão que valoriza a educação, valoriza a população. E que assim seja em Graccho Cardoso”, espera o coordenador geral do SINTESE no Alto Sertão, professor Cloverton Santos.