O pagamento do Processo do Redutor chegou para professoras e professores com 56 anos de idade

382

É importante destacar que os valores relativos ao processo conhecido como “segundo lote do Redutor Salarial”, estão sendo pagos pela justiça, em ordem decrescente de idade (dos mais velhos para os mais jovens), para aquelas professoras e professores da rede estadual que entraram com ação para receber os valores devido pelo Governo do Estado.

Professoras e professores com comorbidades também têm preferência na ordem do pagamento, para isso é necessário apresentar relatórios médicos ao SINTESE.

As doenças são: AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida); alienação mental; cardiopatia grave; cegueira, inclusive monocular; contaminação por radiação; doença de Paget em estados avançados (osteíte deformante); doença de Parkinson; esclerose múltipla; espondiloartrose anquilosante; fibrose cística (mucoviscidose); hanseníase; hepatopatia grave; moléstia profissional; nefropatia grave; neoplasia maligna; paralisia irreversível e incapacitante; e tuberculose ativa

A 3ª Vara Cível é responsável pelo pagamento e por dia faz entre 26 e 30 pagamentos. A assessoria jurídica do SINTESE acompanha de perto, diariamente, estes pagamentos para assegurar que os mesmos estejam sendo feitos de forma correta para professoras e professores.

Qualquer nova informação sobre o andamento dos pagamentos o SINTESE passará por meio de seu site oficial (sintese.org.br) e de suas redes sociais.

Se você está no processo do Redutor Salarial e tem alguma dúvida, pode entrar em contato direto com a 3ª Vara Cível, que é a responsável por realizar os pagamentos, pelo telefone: 3226-3100. Em caso de mais dúvidas pode também entrar em contato com SINTESE: 2104-9800