O repúdio ao vandalismo e aos atos terroristas que ocorreram no dia de hoje em Brasília deve ser acompanhado da punição rigorosa de todos os envolvidos!

108

O Brasil presenciou na tarde do dia 08 de janeiro de 2023 fatos repugnantes de criminosos e terroristas bolsonaristas invadindo as sedes dos poderes legislativo, executivo e judiciário da União e, com a violência que sempre os marcou, depredando absolutamente tudo o que viam pela frente. A horda dos terroristas, que não aceita o resultado eleitoral e o sistema democrático que rege o Brasil, avançou no começo da tarde deste domingo rumo à Praça dos Três Poderes, e sob a leniência, conivência e apoio tácito da Polícia Militar do Distrito Federal, promoveu a depredação dos bens públicos e dos símbolos mais caros da nossa República.

Contra a soberania popular, as ações promovidas no dia de hoje devem ser exemplarmente e rigorosamente punidas, com a identificação dos financiadores desses atos e dos criminosos que deles participaram. A pedido do Governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha, o afastamento do atual Secretário de Segurança Pública do DF, ex-Ministro da Justiça de Bolsonaro e que se encontra no dia de hoje em Miami, não é suficiente e não responde aos anseios da sociedade brasileira. Estarrecido com o ocorrido, o povo brasileiro exige que a intervenção federal na segurança pública do DF, decretada pelo Presidente Lula no fim da tarde de hoje, deve imediatamente demitir o atual comandante da Polícia Militar distrital que, no mínimo, prevaricou sobre os atos lamentáveis desse domingo. É fundamental identificar e, igualmente, punir os agentes públicos que não honram a confiança que a sociedade brasileira lhes conferiu e que, via Fundo Constitucional federal, lhes paga o salário.

É inaceitável esse ataque ao Estado brasileiro que, destruindo o patrimônio do povo, em nome de um suposto patriotismo, fere a soberania do país, ataca os símbolos da República e os pilares de nossa democracia, além de utilizar a nossa bandeira nacional, símbolo maior da nossa pátria, como uniforme de combate à Constituição brasileira. E, pior: tudo isso estimulado pelo ex-presidente fascista.

A democracia só sobreviverá quanto mais rigorosas forem as investigações e punições que de hoje não podem passar. É urgente a prisão dos financiadores desses atos, dos criminosos que os perpetraram e das forças de segurança e agentes públicos que deles foram cúmplices.

Da parte da sociedade civil, dos movimentos sociais e sindical brasileiros, resta a vigilância permanente da nossa democracia e de suas instituições, ocupando as praças e ruas de todo o país para defender a soberania do voto popular que elegeu Lula Presidente em 2022! Não toleraremos quaisquer ameaças contra o governo que o povo brasileiro elegeu! Pela democracia lutamos ontem, hoje e sempre! Fascistas e terroristas, não passarão! Pela democracia brasileira, estamos todos vigilantes!

Brasília, 08 de janeiro de 2023
Direção Executiva da CNTE