Procurando Aline: professoras e professores vão à prefeitura pelo 5º dia seguido e não conseguem audiência com prefeita

65
Professores na porta da prefeitura de Poço Redondo, buscando audiência com a prefeita, pelo 5º dia seguido

Pelo quinto dia consecutivo, nesta sexta-feira, 4, professoras e professores de Poço Redondo foram à sede da prefeitura com o objetivo de agendar audiência com a prefeita Aline Vasconcelos. E mais uma vez, o objetivo se transformou em uma tentativa frustrada, a prefeita não estava em seu gabinete e nada ficou agendado.

A “peregrinação” das professoras e professores a prefeitura de Poço Redondo teve início na última segunda-feira, dia 31 de julho. No dia seguinte dia 1 de agosto as professoras e professores novamente foram a prefeitura e a secretária do gabinete da prefeita disse que no dia seguinte (quarta-feira, dia 2) entraria em contato com os representantes do SINTESE, na região do Alto Sertão, para marcar audiência.

Quarta-feira chegou, os professores foram cobrar o agendamento da audiência e ele não aconteceu, quinta-feira a mesma coisa e chegamos a esta sexta-feira e nada de prefeita encontrada, muito menos de audiência marcada.

“Infelizmente essa tem sido a prática da prefeita Aline Vasconcelos. Não aparecer, não marcar audiência, não vai mudar o fato de que a atualização do piso não foi garantida em 2023; não vai mudar o fato de que há necessidade de se fazer busca ativa e chamada pública para aumentar as matrículas na rede municipal. A gestora precisa entender que se fechar ao diálogo não é o caminho mais fácil, além de não ser bem visto pela população de Poço Redondo. Queremos sentar, dialogar e negociar, com você, prefeita. Receba os professores! Seguiremos tentando marcar audiência”, afirma o coordenador de assuntos de bases municipais do SINTESE, na região do Alto Sertão, Valter de Aragão.

*Situação em Poço Redondo*

Em Poço Redondo, a prefeita Aline Vasconcelos ainda não atualizou o piso salarial de 2023, descumprindo com o que estabelece a Lei Nacional 11.738/2008, e decisões do Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça que afirmam que o piso salarial das professoras e professores da rede pública de todo o Brasil, deve ser atualizado, anualmente, sempre em janeiro, no vencimento inicial e respeitando as carreiras do magistério.

Além disso, o número de matrículas na rede municipal de ensino de Poço Redondo teve uma expressiva queda e urge a necessidade de a prefeitura realizar, junto a secretária municipal de educação e demais órgão municipais responsáveis, a chamada pública e a busca ativa para trazer mais estudantes para a rede municipal de ensino.

É importante lembrar que as verbas da educação estão diretamente ligadas ao número de estudantes matriculados na rede, ou seja, mais estudantes, mais verbas para a educação.