Professora e estudantes da rede estadual lançam livro, em Lagarto, no próximo sábado

313

Na busca por retratar, através da escrita, os sentimentos, as lembranças e o cotidiano envoltos no período da pandemia, surge o livro “Entre vivências, elos e afetos”. Uma coletânea de microcontos escritos durante as aulas remotas, pelas turmas do 1º ano e 2º ano, do ensino médio, do Colégio Estadual Sílvio Romero e também por estudantes da 1ª e 2ª etapas da modalidade EJAEM, do Colégio Estadual Dr. Evandro Mendes, ambos localizados na cidade de Lagarto.

A obra foi idealizada e organizada pela professora Rosivânia de Souza Menezes e será lançada no próximo sábado, dia 6, às 19h, no Colégio Estadual Dr. Evandro Mendes, em Lagarto.

O objetivo do livro é dar visibilidade as narrativas reais desencadeadas por sentimentos, emoções e vivências, muitas das vezes, guardadas a sete chaves nas “gavetas do coração” dos estudantes, autores da obra.

A coletânea é dividida em cinco sessões e explora as competências socioemocionais dos estudantes. As temáticas são diversas e giram em torno de subjetividades, manifestadas através de sonhos; experiências; dores; alegrias; saudades; superação; afetos; desafetos; memórias; elos e esperança.

A ideia de trabalhar “microcontos”, como forma de narrativa, veio justamente pelo fato do trabalho ter sido desenvolvido durante as aulas remotas, ministradas de forma online, no período da pandemia de Covid-19. Com todas as dificuldades por parte dos estudantes, no tocante ao acesso as aulas online, e o contato reduzido com a professora, o formato se mostrou o mais eficaz pedagogicamente, para o momento vivido, por ser uma forma sutil, delicada e lírica de revelar sentimento e humanidades por vezes deixados de lado ou escondidos pelos estudantes autores.

Para a professora Rosivânia de Souza Menezes, organizadora e idealizadora do projeto, a coletânea, “Entre vivências, elos e afetos”, vem com a perspectiva de dar voz aos estudantes, sejam eles adolescentes, jovens ou adultos, como é o caso dos alunos do EJAEM.

“O objetivo maior dessa coletânea de microcontos é dar voz para estes estudantes, por meio da escrita, de um exercício lírico, concebendo-os como ser em sua plenitude. Como diz Antônio Cândido, a literatura é uma “necessidade universal, que precisa ser satisfeita e cuja satisfação constitui um direito”. Assim, oferecer aos estudantes o contato com o texto literário e, mais ainda, dar a eles a possibilidade de expressar a melhor versão de si mesmos, por meio desta arte tão humanizadora, é um dever inquestionável da escola”, afirma a professora.

 

Capa do livro Entre vivências, elos e afetos