Professoras e professores de São Domingos enfrentam filas para fazer empréstimo. Confira vídeo

148

E o desrespeito e a desconsideração com professoras e professores do São Domingos só aumenta. Como se não bastasse a situação vexatória e insegura de terem que tomar empréstimo para poderem ter o salário de dezembro e o 13º, ainda tem que perder tempo de vida numa fila enorme para realizar o procedimento financeiro.

No último dia 27 de dezembro, a negociação entre categoria e gestão municipal foi encerrada. Para poder receberem seus vencimentos do final de 2023, professoras e professores tem que tomar um empréstimo, que será pago pela Prefeitura de São Domingo.

“É uma situação de muito risco. A incerteza e a insegurança vão permear a mente de trabalhadoras e trabalhadores da educação até esse empréstimo acabar, pois ele está sendo feito em nome de cada um. A prefeitura já não teve dinheiro para pagar os salários, esperamos que tenham para manter os salários em dia e quitar esses empréstimos”, destacou Rita de Cássia Santos, diretora geral da Regional Agreste, subsede do SINTESE.

Foi passado à categoria que o prazo para a realização do empréstimo seria de 3 a 5 de janeiro, mas atendimento começou apenas ontem, dia 4. “Estamos em plenas férias, período de descanso e recuperação para voltar à sala de aula e estamos perdendo nosso tempo nessa fila enorme. É vexame atrás de vexame”, criticou Rita. “O Tribunal de Contas precisa apurar estas gestões municipais que fazem com que o magistério se sujeite a situações constrangedoras como esta para receber salário, um direito básico e essencial”, comentou.