Professoras e professores seguem paralisados e com ocupação ao prédio da Seduc

246

Professoras e professores da Rede Estadual de Ensino, seguem ocupando o prédio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), nesta quarta-feira, dia 5.

Um grupo de professoras e professores passou à noite na Secretaria, o objetivo é que o Governo do Estado, por meio do secretário de Educação, Zezinho Sobral, reabra o canal de diálogo, crie uma comissão de negociação, para que respostas concretas, a pauta de luta das professoras e professores da Rede Estadual, efetivamente sejam dadas pela Seduc.

Esta quarta-feira, 5, é o segundo dia de paralisação da categoria. O judiciário notificou o SINTESE na tarde de terça-feira, 4, mas professoras e professores decidiram, em assembleia, manter a paralisação até quinta-feira, dia 6 e também a ocupação do prédio da Seduc.

“Convocamos mais uma vez professoras e professores a estarem presentes em frente à Seduc, neste nosso segundo dia de paralisação. Se você não pôde vir ontem, venham hoje, sua presença é fundamental no fortalecimento da nossa luta e da nossa ocupação. Somente a nossa resistência trará a vitória. Ocupe a Seduc”, faz o chamamento o presidente do SINTESE, professor Roberto Silva.

O que querem as professoras e professores da Rede Estadual de Ensino?

– Descongelamento da GATI (Gratificação de Tempo Integral), do triênio e de gratificações fixas reajustáveis, que estão há dois anos congeladas;
– Garantia da recuperação do poder aquisitivo do Magistério Público Estadual, em relação às perdas salariais acumuladas, no período de 2012 até 2024;
– Melhorias nas condições de trabalho e nas estruturas físicas das escolas;
– Retorno dos auxílios internet e tecnológico;
– Convocação de concurso público para Rede Estadual de Ensino.