Secretário de estado da educação recebe SINTESE: nova audiência e mobilização já estão marcadas para o dia 20 de março

451

Dia 20 de março é dia de luta para professoras e professores da rede pública de Sergipe. Um ato já está marcado para a data e vai acontecer em frente a Secretaria de Estado da Educação do Esporte e da Cultura (Seduc), em Aracaju, às 8h, inserido na jornada de lutas do “Março Vermelho”. Neste mesmo dia acontece a segunda audiência entre o SINTESE e o secretário de estado da educação, Zezinho Sobral.

A primeira audiência aconteceu na última sexta-feira, dia 8. Dirigentes do SINTESE e assessoria política levaram a pauta deliberada pelo magistério público da rede estadual. Foi tratado durante a audiência:

– Descongelamento da GATI (Gratificação de Tempo Integral), do Triênio e das gratificações fixas reajustáveis, visando um processo real de valorização do Magistério da Rede Estadual;

– Retomada do Auxílio Internet e do Auxílio Tecnológico para garantir a professoras e professores as condições de trabalho durante o ano letivo de 2024;

– Calendário de 2024 e seus 27 sábados letivos;

– Professoras e professores que ainda não receberam os valores referente as férias de janeiro 2024 (1/3 ferial);

– Concurso público para professora e professor da rede estadual de ensino;

– Discussão sobre a atualização do Piso Salarial Nacional relativo ao ano de 2024, que entrou em vigência em janeiro, respeitando o Plano de Carreira do Magistério

– Solicitar esforços, por parte do Governo do Estado, para trazer a tabela de vencimentos aprovada Lei Estadual Nº 9.351 de 29 de dezembro de 2023, que deverá ser paga no ano de 2025, para iniciar seu pagamento ainda no ano de 2024;

– Construção do novo Projeto de Lei, visando a correção dos problemas identificados pelo SINTESE no Projeto de Lei que estabeleceu o início da retomada da Carreira, agora Lei Estadual Nº 9.351 de 29 de dezembro de 2023;

– Envio do novo Projeto de Lei para Assembleia Legislativa, o mais breve possível, para correção de tais problemas;

Devido a extensa pauta de reivindicações uma nova audiência está marcada para o dia 20, a data coincide com a agenda da luta deliberada pela categoria na última assembleia, do dia 6 de março, como atividade do nosso “Março Vermelho”.

“Dentro da nossa agenda do Março Vermelho, o ato em frente a Seduc, no dia 20 de março, já estava marcado. Então às 8h estaremos dando início ao nosso ato e às 11h será a nossa segunda audiência com o secretário Zezinho Sobral. Convoco todas e todos estarem presentes nesta mobilização de luta por respeito e valorização do magistério público. Organizem suas caravanas, entrem em contato com nossas subsedes e soma-se a esta luta”, faz o chamamento o presidente do SINTESE, professor Roberto Silva.

Valorização e piso

Com relação ao ponto de pauta que trata sobre atualização do Piso Salarial Nacional relativo ao ano de 2024, o secretário de educação, Zezinho Sobral, disse não querer discutir, mas o SINTESE fez questão de reafirma, durante a audiência, que este é um debate prioritário.

“Esse é um ponto que nos é caro e prioritário na nossa luta. A atualização do percentual do piso de 2024 deve ser assegurada as professoras e professores da rede estadual de ensino para garantir o poder aquisitivo dos educadores e educadoras diante de um cenário longo de desvalorização. É fundamental que o percentual do piso para 2024 seja assegurado para que não haja perda salarial, em relação ao início da retomada da carreira”, afirma o presidente do SINTESE.

Paralisação geral

O Março Vermelho segue firme. No dia 22 de março acontece a paralisação geral das professoras e professores da Rede Estadual e das Redes Municipais de Ensino de Sergipe. Professoras e professores de todas as regiões do estado vão parar suas atividades por um dia na luta por valorização e respeito a profissão.

Como dia 22 de março marca também o Dia Mundial da Água, somaremos a nossa mobilização a luta das trabalhadoras e trabalhadores da Deso, contra a privatização da água em nosso estado.

O ato conjunto será uma marcha pelas ruas do Centro de Aracaju. A concentração será às 7h, na porta da sede da Deso, em Aracaju (Rua Campo do Brito, 331)

Participe desta ação conjunta pela valorização da educação e das professoras e professores do nosso estado e contra a privatização desse bem que é de todos nós: a água

Professoras e professores das redes municipais de ensino e da rede estadual de Sergipe, 22 de março é dia de paralisação geral, é dia de luta. Você que mora no interior do estado entre em contato com as subsedes do SINTESE em sua região e embarque nessa caravana.

 

Valorize professoras e professores agora!

A água é nossa! Concessão é privatização disfarçada