SINTESE reúne base e diretores para falar sobre financiamento da educação básica

140

No último dia 19 de janeiro, aconteceu mais um encontro do Grupo de Estudos do SINTESE (GES). A atividade reuniu, em Aracaju, quase trezentas pessoas de todo o Estado, entre dirigentes sindicais, membros de comissões sindicais e professoras e professores da base para falar sobre financiamento da educação básica.

O encontro abordou temas como a metodologia de cálculo de atualização do piso salarial nacional, o censo escolar 2023, fraudes em matrículas, complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) pela União, gestão democrática e fraudes legais e políticas na gestão das escolas. As palestras e atividades foram ministradas por diretores e assessores do SINTESE.

“Estas atividades são muito valiosas e necessárias. Aqui, recebemos informações, conteúdo e conhecimento necessário para fazer a luta em defesa da educação pública, dialogando e multiplicando esse conhecimento com a base, para nos fortalecer e conquistar nossos objetivos enquanto trabalhadoras e trabalhadores da educação”, disse Emanuela Pereira, diretora de Bases Municipais do SINTESE.

“A luta sindical não gira apenas em torno de salário e reajustes. A defesa do magistério e da educação pública passa diversas esferas, possui inúmeras camadas que demandam da gente conhecimento e informação para que possamos conversar com nossos colegas e buscar conquistas nas mesas de negociação e no dia a dia das escolas”, observou Leila Moraes, diretora de Comunicação do SINTESE, que ministrou a palestra sobre Gestão Democrática X Gestão Meritocrática.

“Estamos sempre atentos às necessidades de nossa luta e sempre vamos investir em conhecimento para nossos diretores e, especialmente, nossa base de professoras e professores. É assim que se faz uma categoria forte e aguerrida”, destacou Roberto Silva, presidente do SINTESE.

Confira as fotos do GES: