SINTESE solicita audiência com Seduc pela valorização do magistério para 2024

597

O SINTESE protocolou ofício, ontem, dia 10 de janeiro, na Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (Seduc) solicitando audiência com o secretário Zezinho Sobral para tratar da continuidade da política de valorização do magistério estadual no ano de 2024.

Na pauta, estão pontos como o novo projeto de lei para a correção de problemas identificados no projeto que estabeleceu o início da retomada da carreira, agora Lei Estadual 9.351/2023. A proposta é que este novo projeto de lei seja construído agora em janeiro e enviado à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) para votação em fevereiro.

Outro ponto de pauta é a discussão sobre a atualização do piso salarial nacional, que índice percentual de 3,62%, com vigência a partir deste mês de janeiro, respeitando o plano de carreira do magistério.

A retomada do auxílio internet e auxílio tecnológico também é uma das reivindicações da categoria. A ideia é que estes auxílios sejam reativados com o início do ano letivo, em fevereiro.

Para se falar realmente em retomada da carreira, professoras e professoras pontuaram que é preciso descongelar o triênio e a gratificação por atividade de tempo integral (GATI). Além disso, a categoria solicita trazer a tabela de vencimentos, aprovada pela Leia 9.351/2023 e que entraria em vigor em janeiro de 2025, para que já seja implementada em 2024.

“São reivindicações de professoras e professores para que tenhamos uma retomada da carreira de forma efetiva, com valorização real do magistério sergipano. Estamos no aguardo do agendamento desta audiência para o mais breve possível”, disse Roberto Silva, presidente do SINTESE.