SINTESE tem audiência com prefeito da Barra dos Coqueiros e cobra atualização do piso, convocação de professores e melhorias nas escolas

214

Após diversos ofícios enviados pelo SINTESE, atos, luta e mobilização de professoras e professores, o prefeito da Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo, finalmente recebeu representantes da direção do SINTESE e a comissão de negociação sindical em audiência, na última terça-feira, dia 10.

Participaram também da audiência o secretário de Educação, a secretária de Finanças e o secretário de Gabinete do município.

Na audiência foi cobrado da gestão municipal da Barra dos Coqueiros proposta sobre o restabelecimento e pagamento da atualização piso salarial do magistério. Em 2022, o prefeito pagou apenas 10,16% dos 33,24% de atualização asseguradas por Lei para aquele ano. Já em 2023 a administração municipal ainda não apresentou nenhuma proposta.

As dirigentes do SINTESE cobraram ainda melhorias na estrutura das escolas municipais; na qualidade e quantidade da alimentação escolar; além de materiais didáticos e pedagógicos necessários, e em quantidade suficiente, para assegurar o processo de ensino e aprendizagem.

Outra cobrança feita foi em relação a convocação de professoras e professores aprovados no último concurso público pra o magistério municipal, em 2021.

Durante a audiência foi denunciado também o assédio moral que vem sendo cometido contra professoras e professores em estágio probatório, a fim de coibir a participação dos mesmos nas ações de luta que o SINTESE realizadas no município.

Respostas da gestão

Com relação a atualização do piso o prefeito marcou nova audiência para o dia 10 de maio para que a secretária de finanças possa apresentar ao SINTESE o cenário econômico, para a abertura de negociação. A nova audiência está marcada para às 9h.

Já sobre os problemas estruturais das unidades de ensino municipal, alimentação escolar e materiais didáticos e pedagógicos, o secretário municipal de educação se disse supresso e afirmou desconhecer tais dificuldades, alegando que já havia resolvido o problema da alimentação escolar e da falta de materiais didáticos. Sobre as demais demandas disse que irá busca soluções para saná-las.

No tocante a convocação de concursados, o prefeito afirmou que em breve um novo grupo de concursados serão convocados. Mas não estipulou nenhuma data para o início da convocação.

Assembleia

Na última quarta-feira, dia 11, professoras e professores da Barra dos Coqueiros se reuniram em assembleia. A categoria deliberou esperar a próxima audiência com a prefeitura, marcada para o dia 10 de maio, às 9h, para traçar um novo plano de luta.

Professoras e professores afirmaram categoricamente que os problemas com relação a alimentação escolar e materiais didáticos e pedagógicos continuam nas escolas da rede municipal. Com isso, foi decidido que mais uma vez, juntamente com o SINTESE, professoras e professores irão fazer visitas as unidades de ensino da Barra dos Coqueiros, levantar as principais demandas e problemas, elaborar um relatório e entregar ao secretário municipal de educação.

A diretora do Departamento de Bases Municipais do SINTESE, Vera Silva, que tem acompanhado de perto a luta das professoras e professores da Barra, colocou que a categoria espera, que no dia 10 de maio, o prefeito, Alberto Macedo, apresente dados e construa uma proposta para dar início às negociações do pagamento da atualização do Piso Salarial e veja a educação com o respeito e prioridade que merece.

“O piso é Lei e deve ser assegurado anualmente aos professores. Esperamos que na audiência do dia 10 a gestão municipal apresente uma proposta para atualização do piso e que apresente também um plano para a solução dos graves problemas que afligem a educação da Barra. Educação de qualidade se faz com escola de qualidade, com material didático de qualidade, com alimentação de qualidade, com respeito aos professores, estejam em estágio probatório ou no fim da carreira, com quadro completo de professores concursados e com valorização do magistério. Quem respeita a educação, respeita a população da sua cidade e é isso que queremos do prefeito Alberto Macedo, respeito”, enfatiza a dirigente do SINTESE.