Vendaval agrava problema em telhado de escola em Glória

121

Na manhã do último sábado, dia 11, um vendaval atingiu a cidade de Nossa Senhora da Glória. Foram ventos de curta duração, com velocidade de 36km/h, que causaram estragos e felizmente não deixaram feridos.

Os ventos arrancaram as folhas do telhado da quadra de esportes do Colégio Estadual Cícero Bezerra, que foram arremessadas pela região central da cidade e caíram a 500 metros de distância do colégio, atingindo a rede elétrica e edificações.

Mas o problema do telhado do colégio é antigo. Segundo o professor Hugo Hudsney, coordenador do SINTESE na região do Alto Sertão e que leciona no Cícero Bezerra, as falhas no telhado começaram a aparecer no ano passado.  Ele informa ainda que a direção do colégio já havia acionado a Secretaria Estadual de Educação e Cultura (Seduc) sobre o problema, mas sem retorno.

Com o problema causado pelo vendaval e a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) na unidade de ensino no domingo, a Seduc enviou uma equipe à cidade ainda no final de semana para reparos iniciais. “Desde ontem, segunda, que há equipes trabalhando na escola, mas infelizmente o objetivo não é o conforto e a segurança de estudantes e trabalhadores e trabalhadoras do colégio, mas a visita do governador [Fábio Mitidieri] para a realização de ações na cidade”, observou o professor.

Por conta dessa visita, e não porque é preciso ter espaços e ambientes adequados para garantir uma educação de qualidade, toda a escola está passando por reparos: parte elétrica, estrutura física, ambientação, entre outras áreas. A expectativa é de que, pelo menos, tudo seja consertado de forma efetiva, para garantir segurança à comunidade e conforto para profissionais e estudantes, e não apenas maquiado para uma ação do governo.