08 de março, dia de luta pelo direito das mulheres e em defesa do piso do magistério

569
Depois do ato na Seduc, professoras e professoras saem em caminhada para o Palácio de Despachos, no destaque a presidenta do SINTESE, profa Ivonete Cruz

Para as professoras e professores sergipanos, o Dia Internacional da Mulher em 2022 teve um palco diferente. O ato de hoje foi em frente à Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura – Seduc.

Isso por conta da convocação da Confederação Nacional dos Trabalhadoras em Educação – CNTE de estabelecer o dia 08 como dia nacional de luta em defesa do piso do magistério e em uma categoria majoritariamente feminina é uma luta prioritária.  

“Nesse 08 de março, estamos na Seduc para cobrar do secretário de Estado da Educação e do governo do Estado que respeitem o magistério, que garantam a revisão do piso para ativos e aposentados, sem retirada de direitos”, disse a presidenta do SINTESE, professora Ivonete Cruz.

É preciso que o governo do Estado e as prefeituras garantam imediatamente a revisão do piso de 33,24%, sem retirada de direitos e sem incorporações e contemple professores da ativa a aposentados. A atualização do piso é lei e o percentual referente ao ano de 2022 está em vigor desde o mês de janeiro.

Sem luta não há conquista

Esse foi o recado dado pela professora aposentada Maria José Filha. Prestes a completar 80 anos em abril, Maria é exemplo de luta e faz questão de estar em todos os atos chamados pelo SINTESE. “Nada nos veio de graça, foi preciso muito luta e essa luta vai além da sala de aula. Precisamos estar nas ruas para defender as nossas conquistas”.

Professora Maria José Filha, um exemplo de força e de luta

Caminhada até o palácio

Em seguida as professores e professores fizeram uma caminhada até o Palácio de Despachos para deixar o recado ao governo Belivaldo Chagas. As professoras e professores querem revisão do piso, respeitando a carreira, sem perda de direitos, sem divisão, sem incorporação.

Vigília

Na quinta, dia 10, às 9h, os professores e professoras da rede estadual fazem uma vigília em frente a Secretaria Estadual de Administração enquanto acontece audiência entre o sindicato a e mesa de negociação do governo estadual.

Assembleia

Na próxima segunda, dia 14, às 15h no Cotinguiba Esporte Clube acontece nova assembleia para definir encaminhamentos a partir do que o governo do Estado apresentar na audiência do dia 10.