A luta continua: professores e professoras de Canindé traçam ações para reaver direito

438

Professores e professoras de Canindé de São Francisco seguem em luta contra ação maldosa   do prefeito Weldo Mariano, que retira direito e desestabiliza a carreira do magistério

Para conceder o reajuste do piso salarial, que é um direito assegurado por Lei (Lei Nacional 11.738/2008), o gestor municipal tirou dos professores e professoras de Canindé a gratificação por regência de classe.  A manobra ilegal subtrai de professores e professoras de Canindé um direito conquistado com muita luta pela categoria.

Diante deste tenebroso cenário, professore e professoras, reunidos em assembleia na segunda-feira, dia 25, deliberaram uma série de ações e encaminhamentos de luta contra o golpe dado pelo prefeito Weldo

Os encaminhamentos são:

1. Entrar com ação judicial

2. Circulação carro de som pelas ruas de Canindé divulgando a ação cruel do prefeito

3. Continuar produzindo cards expondo o prefeito e os vereadores que contribuíram para a retirada de direito dos professores e professoras

4. Ato no próximo dia 13 de maio, com a queima dos judas

5. Encaminhar denúncias aos órgãos como Tribunal de Contas e Ministério Público Estadual

6. Solicitar espaço rádio Xingó FM

7. Solicitar ofício para tratar dos precatórios e dos passivos trabalhistas devidos pelo prefeito ao magistério

8. Produção de banners e adesivos divulgando o golpe contra os professores e professoras

“O que aconteceu em Canindé foi um golpe do prefeito com conivência de um grupo de vereadores do município e a população precisa saber disso. A população precisa saber que a gestão de Weldo Mariano dá com uma mão e tirar com a outra, precisa saber que o prefeito, e os vereadores que lhe dão suporte, desrespeitam o direito de trabalhadores e trabalhadoras que dedicam suas vidas a educação de nosso município. A população precisa saber de toda essa maldade. Por isso, vamos seguir em luta para reaver o nosso direito e para mostrar ao povo de Canindé a verdadeira face daqueles que governam o nosso município”, coloca a coordenado do SINTESE na região do Sertão, professor Cloverton Santos.