Boquim: prefeitura irá apresentar proposta a professores e professoras para pagamento da revisão do piso salarial

601

Em assembleia com a categoria dirigentes do SINTESE anunciaram que na próxima quinta-feira, 24, a gestão municipal de Boquim irá receber novamente os representantes dos professores e professoras, em audiência, para apresentar proposta para o pagamento da revisão do piso salarial de 2022.

Diante deste cenário, professores e professoras da rede municipal de Boquim decidiram que no dia 24 de fevereiro, dia da audiência, irão fazer vigília, às 9h, em frente à prefeitura, para esperar o resultado da audiência entre o SINTESE e o prefeito Eraldo de Andrade.

Além disso, no mesmo dia, a categoria se reunirá novamente em assembleia às 15h, na Escola Municipal Joaldo Barbosa, para avaliar a proposta apresentada pela prefeitura e deliberar novas ações.

Com relação à negociação para o pagamento da revisão do piso salarial, a posição do SINTESE, legitimada por sua base, seja nas redes municipais de ensino ou na rede estadual, é taxativa: atualização do piso é lei e deve ser assegurada respeitando a carreira e sem incorporação, ou seja, sem perda de direitos para professores e professoras.

É sempre importante lembrar que a revisão do piso salarial é garantida desde 2008 a professores e professoras da rede pública de todo Brasil pela Lei Nacional 11.738. De acordo com a Lei a revisão deve ser concedida pelos gestores anualmente, sempre em janeiro.

Ainda durante a assembleia os professoras e professores de Boquim debateram os seguintes pontos: Matriz Curricular; Matrícula e Reorganização da Rede e a construção de comitês escolares para acompanhamento dos insumos e ações de protocolos sanitários de segurança no retorno das aulas presenciais.