Vitória da luta: Professoras e professores de Socorro vão receber revisão do piso 2022 ainda em abril

388

A luta de professores e professoras da rede municipal de Nossa Senhora do Socorro foi vitoriosa.

 A Câmara de Vereadores do município aprovou o projeto de Lei, enviado a casa pelo prefeito, Padre Inaldo, que garante a revisão do piso salarial de 2022 ao magistério socorrense, sem a retirada de direitos e respeitando a carreira dos professores e professoras, na última terça-feira, dia 26.

O projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores. A gestão municipal assegurou que a revisão será aplicada ainda na folha de abril. De acordo com a gestão, o pagamento dos professores e professoras será efetivado na sexta-feira, dia 29, juntamente com a primeira parcela do retroativo.

 A revisão do piso salarial do magistério para o ano de 2022 é de 33,24%. O piso é garantido desde 2008 pela Lei Nacional 11.738, que afirma que a revisão deve ser concedida anualmente aos professores e professoras da rede pública de todo o Brasil, sempre no mês de janeiro

“Fizemos vigílias em frente à prefeitura, abrimos o canal de diálogo com a gestão municipal através de audiências, fizemos uma bela e forte luta e hoje estamos colhendo a nossa vitória. Parabenizo a todos os professore e professoras que fizeram parte dessa construção”, enfatiza a diretora do SINTESE e professora do município de Nossa Senhora do Socorro, Adenilde Dantas.

A professores Adenilde Dantas fez questão de lembrar ainda que o piso é Lei e deve ser respeitada pelos gestores. “A garantir da revisão do piso salarial aos professores e professores não é um ato de benevolência de nenhum gestor, mas sim o respeito a uma Lei, que nos garante tal direito. Como dirigente do SINTESE espero que outros gestores e gestoras municipais respeitem a Lei, respeitem os direitos dos professores e não deem o péssimo exemplo que o Governador Belivaldo Chagas. Por aqui, seguiremos sempre em luta por valorização e por educação de qualidade social”, afirma a diretora do SINTESE.