SINTESE realiza V Encontro de Educadoras(es) Negras(os) e Indígenas

282

O SINTESE realiza no próximo sábado, 15, das 8h às 17h no auditório do Sindipema em Aracaju, o 5º Encontro de Educadoras(es) Negras(os) e Indígenas. O Sindipema fica rua Carlos Correia, 430 – Siqueira Campos

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas on-line pelo link

https://forms.gle/AEcLbu7XPtTE8CHW8

O tema do evento “Resistência dos Currículos Interculturais diante da padronização da BNCC e Esvaziamento do Novo Ensino Médio” será debatido pela Profª Dra. Anita Benite, da Universidade Federal de Goiás (UFG) e pelo Prof. Dr. Edson Kayapó, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

O objetivo do Encontro de Educadoras(es) Negras(os) e Indígenas é fazer com que professoras(es) possam refletir sobre o conjunto de práticas cristalizadas, seja nas instituições, na história e na nossa própria cultura, que inferiorizam a condições de existência de negras(os) e de povos indígenas; de como tais práticas adentram os muros de nossas escolas e como as mesmas precisam ser combatidas cotidianamente.

Considerando que dia 15 também é o Dia Mundial da Arte, o encontro também irá refletir, na parte da tarde, sobre essa temática a partir da mesa “Práticas Identitárias como Ferramenta de Enfrentamento ao Racismo na Escola! Com Hugo Fulni-ô – Mestre em Linguística e Cineasta Indígena, Kiga Bóe (Bororo) – Designer e Mestra em Antropologia Social e Auritha Tabajara – Escritora, Poetisa e Contadora de Histórias e Yacunã Tuxá – Artista visual, ilustradora e ativista indígena.

 

Saiba mais sobre os palestrantes

– Profa Dra Anita Benite (UFG) – Doutora e Mestre em Ciências e Licenciada em Química. Professora Associada e Coordenadora do PIBID QUÍMICA da Universidade Federal de Goiás. Militante do Grupo de Mulheres Negras Dandaras no Cerrado. Atua na área de Ensino de Química com foco na cultura e história africana no ensino de ciências, ensino de ciências de matriz africana e da diáspora, cibercultura na educação inclusiva, Mulheres Negras nas Ciências e políticas de ações afirmativas.

– Prof Dr Edson Kayapó (IFBA) – Indígena Kayapó do Amapá, doutor em História da Educação e docente da Licenciatura Intercultural Indígena do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). Ativista do movimento indígena brasileiro, exerce ainda as funções de docente e orientador de pesquisas de mestrado no Programa de Pós-graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais na Universidade Federal do Sul da Bahia. É escritor premiado pela UNESCO e pela Fundação Nacional do Livro Infantil e juvenil.

-Hugo Fulni-ô – Me. em Linguística e Cineasta Indígena. “Decolonialidade e narrativas do cinema indígena: protagonizando a história dos povos originários”.

-Kiga Bóe (Bororo) – Designer e Mestra em Antropologia Social. “Pinturas Faciais Bóe: Máscaras Sociais da Identidade e Alteridade de um Povo”

-Auritha Tabajara – Escritora, Poetisa e Contadora de Histórias. “Vozes Ancestrais na Literatura como Ferramenta de Resistência”

-Yacunã Tuxá – Artista visual, ilustradora e ativista indígena. “Arte Indígena como Ferramenta na Prática Antirracista”.