Campo do Brito: magistério faz ato e cobra atualização do piso e respeito ao estatuto

278

Na manhã desta quinta, 24, professores e professoras fizeram ato em frente à prefeitura cobrando da gestão do prefeito Marcell Souza a atualização do piso do magistério dos anos de 2020 e 2022 e também o cumprimento do Estatuto do Magistério.

Os professores e professoras esperam que a administração municipal não use mais a Lei Complementar 173, que perdeu sua validade em 31 de dezembro de 2021, como desculpa para não cumprir a Lei do Piso e também os direitos que constam no estatuto.

“Temos buscado o diálogo com o prefeito Marcell para que os direitos do magistério britense sejam respeitados. O município não passa por problemas financeiros é simplesmente falta de vontade política de valorizar os professores e professoras que trabalham nas escolas municipais”, afirma Nadja Milena, da coordenação da subsede Agreste.