Educadores e educadoras de Nossa Senhora Aparecida paralisam as atividades dia 20

456

A falta de proposta administração de Jeane da Farmácia para atualização do piso do magistério para 2022 fez com que os professores e professoras decidissem paralisar as atividades na próxima sexta, dia 20. Semana passada aconteceu audiência com a gestão, mas nada por escrito foi apresentado.

Com isso, os educadores decidiram paralisar as atividades no dia 20 e realizar ato em frente à prefeitura a partir das 8h.

É importante lembrar que a atualização do piso do magistério não é um gesto de bondade da administração ou que possa ser feito pela conveniência do gestor, mas sim a aplicação da Lei 11.738/2008 que determina a revisão anualmente no mês de janeiro.

Analisando o cenário financeiro aparecidense, é possível perceber que houve crescimento de todas as receitas do município, não justificando a falta de proposta da prefeita Jeane para cumprir a lei.

“Os professores e professoras de Nossa Senhora Aparecida esperam que a prefeita Jeane não entre para a história como a única que não cumpriu a lei e não pagou a atualização do piso”, afirma o professor José Milano Freire da coordenação da subsede do SINTESE no Sertão.