Professoras e professores de Canhoba paralisam atividades dias 26 e 27

166

Em assembleia realizada na última quarta, dia 18, as educadoras e educadores das escolas municipais de Canhoba decidiram paralisar as atividades nos dias 26 e 27 de maio.  O motivo é o fechamento das negociações para a atualização do piso de 2022 por parte do prefeito Chrystophe Divino.

No dia 26 a partir das 8h as educadoras e educadores realizam um café da manhã em frente ao prédio da prefeitura. No dia seguinte está marcada uma vigília no mesmo local.

Nas últimas audiências a administração municipal apresentou ao sindicato propostas que não contemplam o que diz a lei do piso. Para 2022 o índice de revisão é de 33,24%. A gestão apresentou o máximo de 10,16% e fechou o canal de negociação.

“Não podemos aceitar menos do que a legislação nos ampara. A lei do piso é clara, o percentual de revisão é a diferença entre o crescimento das receitas do Fundeb dos anos de 2020 e 2021 e esse índice foi de 33,24%. Não estamos solicitando nada além dos que nos é direito”, afirma a coordenadora geral da subsede Baixo São Francisco I, Vanessa Ferreira.

O magistério de Canhoba solicita que a administração reabra o canal de negociação e junto ao sindicato construa soluções para que a lei do piso seja cumprida.