Vitória da luta: turmas do Ensino Fundamental serão mantidas nas escolas que tiverem demanda de matrícula em Aracaju

549

As turmas do Ensino Fundamental que tiverem demanda de matrícula serão mantidas. Essa foi a garantia de Gilvânia Guimarães, gestora da Diretoria de Educação de Aracaju – DEA em audiência com dirigentes do SINTESE e professoras de escolas de ensino fundamental da capital.

Uma das escolas é a Escola Estadual Áurea Melo na Soledade. A luta da comunidade escolar para manter as turmas dos primeiros anos do Ensino Fundamental tem sido intensa. O bairro é populoso e a escola municipal não consegue atender a demanda.

“O Áurea Melo é um exemplo de como a mobilização, a resistência e a luta são essenciais para as conquistas. Professoras da escola nos procuraram e trouxemos para DEA essa demanda. Agora é fazer a pré-matrícula”, disse o presidente do SINTESE, Roberto Silva dos Santos.

Durante a reunião com a diretora da DEA, o SINTESE colocou sobre a série de problemas a ser causados na rede estadual como um todo se a política de fechamento de turmas do Ensino Fundamental continuar.

“A ação do governo estadual em fechar as turmas do ensino fundamental vai causar um prejuízo financeiro, pois a redução nas matrículas significa redução de despesas, a negação ao direito à Educação, que é dever do Estado, e também a extinção de postos de trabalho não só de professoras e professores, mas também de funcionários de escola. A somatória desses pontos tem como resultado um caos na rede estadual”, explica Roberto.

O dirigente alertou também que redução de recursos também faz com o debate de valorização profissional do magistério, retomada da carreira, fique inviabilizado.

Com isso, O SINTESE orienta que professoras e professores que trabalham em unidades de ensino que estejam na mesma situação (de iminente fechamento de turmas dos primeiros anos do ensino fundamental) em Aracaju que se mobilizem, reúnam os integrantes da comunidade escolar e busquem saber a demanda de matrícula na região.

O SINTESE está disponível para ajudar as professoras e professores nesse processo de mobilização. É só ligar para nosso telefone 2104-9800 e solicitar falar com o Departamento de Base Estadual.

O calendário de lutas pelo não fechamento das turmas do Ensino Fundamental na rede estadual segue nesta sexta, dia 13, na DRE’8 em Nossa Senhora do Socorro e na segunda, dia 16.