Gararu: professores e professoras vão à prefeitura e conseguem marcar audiência para o dia 25

46

Professoras e Professores de Gararu cansados de aguardar um posicionamento da gestão da Prefeita Zete de Janjão em Gararu, deliberam ir à prefeitura cobrar o agendamento de audiência para tratar da pauta do magistério.

Integrantes da coordenação da subsede Alto Sertão e da comissão de negociação se reuniram com o secretário de Finanças e reafirmaram a necessidade da administração dialogar com o sindicato. A audiência ficou marcada para o dia 25 de outubro às 9h.

A administração de Gararu não garantiu ao magistério da rede municipal de ensino os 14,95% de atualização estabelecidos por Lei para o ano de 2023, a gestão municipal de Gararu acumula dívidas com a categoria, em relação aos retroativos do piso de 2022, 2020 e parte de 2019.

Neste ano de 2023, em fevereiro, a prefeitura pagou apenas 8% de atualização que correspondem aos retroativos de 2018 (6,18%) e parte de 2019 (1,19%). O que ainda assim é muito distante do que a Lei garante e onera professoras e professores com perdas financeiras.

É importante destacar que Lei Nacional 11.738/2008, e decisões do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça, afirmam que o piso salarial das professoras e professores da rede pública de todo o Brasil, deve ser atualizado, anualmente, sempre em janeiro, no vencimento inicial e respeitando as carreiras do magistério.