SINTESE cobra providências da prefeitura de Tobias Barreto com relação à segurança das escolas municipais

211

Diante de informações as comunidades escolares rede municipal de Tobias Barreto tomaram conhecimento da possibilidade de violência em escolas da rede, o professor Estefane Lidenberg coordenador da subsede do SINTESE na região Centro-Sul entrou em contato com o secretário municipal de Educação de Tobias Barreto, Luciano Marques dos Santos, cobrando quais as providências a SME está tomando com relação à segurança das unidades municipais de ensino.

A informação passada pelo secretário é que a Polícia Civil foi acionada e que as rondas da Guarda Municipal serão intensificadas.

Para o sindicato é preciso que haja ações além das que envolvem a polícia, são necessários debates, reflexões, escutas para que essas situações de ódio ao ambiente escolar sejam sanadas e isso envolve todo o poder público e a população.

Em relatório divulgado há alguns dias sobre ações violentas contra as escolas e às escolas, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação salienta que “Prevenir e impedir os ataques às escolas passa por ações extra e intraescolares, por meio de um trabalho intersetorial, com ação efetiva da gestão das redes públicas de ensino. Nesse sentido, faz se necessária uma campanha ampla de denúncia à cooptação dos jovens por grupos de extrema direita e como isso afeta o desenvolvimento destes e da sociedade. Objetivamente, o principal foco deve ser a escola e a comunidade escolar. Nesse sentido, é urgente que professoras, professores, funcionários das escolas, e – principalmente – mães, pais e responsáveis, recebam orientações para detectar alterações comportamentais e observarem o conteúdo digital consumido por crianças, adolescentes e jovens. Além disso, reitera-se: profissionais da educação devem participar de processos de formação continuada sobre o extremismo de direita e como enfrentá-lo”.