SINTESE realiza encontro emergencial com professoras e professores que foram exonerados pelo prefeito de Neópolis

86

Mais de 50 professoras e professores aposentados do INSS que ministram aulas nas escolas municipais de Neópolis foram surpreendidos nessa terça, dia 04, com seus nomes constando do Diário Oficial do município como servidores exonerados.

Na luta em defesa do direito, o SINTESE realiza na próxima quinta, dia 06, partir das 9h no auditório da subsede regional do Baixo São Francisco II em Neópolis encontro emergencial com as professoras e professores aposentados das escolas municipais que foram exonerados.

O encontro é para que os atingidos possam reunir documentos e autorizar o SINTESE a dar entrada em ação judicial contra a exoneração perpetrada pelo prefeito Célio Lemos. “O sindicato apoia irrestritamente as professoras e professores aposentados que foram vítimas dessa ação nefasta da administração municipal de Neópolis. Não vamos arredar o pé da lua”, afirma Emanuela Pereira, diretora do Departamento de Bases Municipais do SINTESE.

Traição com a categoria

O mais surpreendente em toda essa história é que no último dia 20, o Departamento de Bases Municipais do SINTESE (Emanuela Pereira e Vera Lúcia), a coordenação da subsede do Baixo São Francisco II (Jociene Amorim) e a comissão de negociação (representada pela professora Arlete) se reuniram com a secretária municipal de Educação, Rosilda Machado e o procurador do município com o SINTESE, Hunaldo Neto, no último dia 20 de junho. Ao ser questionada sobre a informação de que uma “lista de servidores a serem exonerados” a gestora foi taxativa ao afirmar que não havia lista e que não passava de fake news.

“Percebemos que não houve fake news, a lista se tornou realidade no diário oficial de hoje em Neópolis. Negar a existência das futuras exonerações é uma atitude contraproducente para quem, durante a audiência, se arvorou de que estava sendo assediada por conta da informação. O que a administração municipal fez foi dar uma punhalada nas costas de educadores e educadoras”, afirma Vera Lúcia Silva, também do departamento de Bases Municipais do SINTESE.

O que precisa levar para o encontro

Para o encontro de quinta é preciso que as professoras e professores levem:

– RG/CPF

– Comprovante de Residência

– Decreto de Nomeação

– Carta de Concessão da Aposentadoria

– Ficha Financeira de 2023

– Portaria da exoneração

Observação: Se era aposentado do Estado, levar documentação referente ao vínculo do Estado.