SINTESE trata com o TCE sobre possível privatização da Educação em Itaporanga D’Ajuda

118
Foto: Cleverton Ribeiro

A entrega do serviço público da Educação para a iniciativa privada em Itaporanga D’Ajuda foi o tema da audiência da vice-presidenta do SINTESE, Ivônia Ferreira e da diretora do Departamento de Bases Municipais, Vera Lúcia Silva com o conselheiro do Tribunal de Contas, Luiz Augusto Carvalho Ribeiro, responsável pelas contas do município.

O sindicato apresentou a extrema preocupação com Edital de Chamamento Público nº 003/2023, que tem como objeto a elaboração, operacionalização e execução de projetos voltados para a prestação de serviços, apoio a Gestão, gestão de recursos humanos, operacionalização e execução das ações da Secretaria Municipal de Educação. Para a entidade essa é a nomenclatura jurídica para privatização dos serviços.

“Nossa luta é que serviço público de qualidade seja prestado pelo próprio município, e por isso procuramos o auxílio do TCE para não só a suspensão desse edital, mas também no cumprimento da lei do piso salarial e a realização de um concurso público, que há mais de dez anos não é feito no município”, disse a professora e vice-presidente do Sintese, Ivônia Ferreira.

As dirigentes também solicitaram a ajuda do conselheiro no que diz respeito a atualização do piso no município.

Relator das contas do município, o conselheiro Luiz Augusto informou que ouviu as considerações do Síntese, orientando a  formalização dos pedidos. “Após o encontro desta manhã, orientei a entidade de classe que protocolasse seus pedidos para posterior análise de mérito. Saliento também que o meu gabinete e toda equipe da Casa estará empenhada em atender quaisquer solicitações”, disse o conselheiro. ​

Com informações da DICOM/TCE

Foto: Cleverton Ribeiro

Professora Ivônia Ferreira, vice-presidenta do SINTESE